Hanseniase

 

Hanseníase

No Brasil a Hanseníase ainda persiste como problema de saúde pública, sendo que o Mato Grosso do Sul é o 12º estado brasileiro com maior coeficiente de detecção de casos novos em todo País e o 20º no que se refere ao coeficiente de detecção de menores de 15 anos.
No ano de 2011 o Mato Grosso do Sul registrou um coeficiente de detecção geral de 29,6/100.000 habitantes e um coeficiente em menores de 15 anos de 4,0/100.000 habitantes, ambos indicadores considerados endêmicos segundo os parâmetros do Ministério da Saúde.

Verminoses (geohelmintos)

As crianças constituem um importante grupo de risco para as infecções por geohelmintos, uma vez que estão em fase de intenso crescimento físico e desenvolvimento cognitivo. O impacto negativo da infecção produz, além da redução no desenvolvimento físico e mental, uma diversidade de quadros mórbidos que incluem diarréia, dores abdominais, inapetência, perda de peso, até complicações como a formação de granulomas e processos obstrutivos que exigem intervenção cirúrgica, podendo inclusive levar ao óbito.
Como ação de redução da carga de infecção por geohelmintos, o Ministério da Saúde propõe a implantação do tratamento quimioprofilático em crianças de cinco a 14 anos.